15:09 16 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    243
    Nos siga no

    O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, afirmou nesta sexta-feira, em Washington, que o Japão unirá forças com o novo governo dos Estados Unidos na batalha contra o terrorismo pelo mundo.

    Shinzo Abe durante a sessão do parlamento japonês de 28 de julho de 2015
    © AFP 2021 / KAZUHIRO NOGI
    Ao lado do presidente norte-americano, Donald Trump, em coletiva de imprensa, na Casa Branca, Abe garantiu que o seu país exercerá um papel "imensurável" nessa área.

    "Cooperaremos na luta contra o terrorismo", disse o líder japonês. 

    De acordo com Trump, Japão e EUA devem continuar investindo pesado para desenvolver as capacidades conjuntas de defesa e trabalhar com vigor para defender interesses em comum, incluindo no caso das ameaças impostas pelo programa nuclear da Coreia do Norte. Agradecendo aos japoneses por receber em seu país um grande contingente de militares americanos, ele declarou que, com o passar do tempo, as forças dessa aliança entre Tóquio e Washington serão "impenetráveis". 

    Já no setor econômico, o presidente explicou que buscará com o país asiático um comércio livre e justo, que beneficiará as duas nações. No mesmo sentido, Abe falou na construção de uma nova gênese nos laços econômicos bilaterais.

    "A fim de passar uma mensagem forte, propus lançar um novo quadro para o diálogo econômico, e conseguimos chegar a um acordo sobre isso", afirmou.

    Mais:

    EUA garantem proteção ao Japão em caso de ameaça da Coreia do Norte
    Novo chefe do Pentágono parte em missão estratégica à Coreia do Sul e ao Japão
    Japão carrega nos ombros mais de 80% das despesas com presença militar norte-americana
    Tags:
    Shinzo Abe, Donald Trump, Coreia do Norte, Tóquio, Washington, Japão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar