09:34 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    470
    Nos siga no

    A polícia turca prendeu neste domingo cerca de 450 suspeitos de integrar o grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico), em uma operação de âmbito nacional realizada pouco mais de um mês após o ataque a uma boate de Istambul que foi reivindicado pelos jihadistas.

    As forças de segurança detiveram 448 suspeitos, segundo disse a agência estatal Anadolu, na maior operação policial da Turquia contra o Daesh desde o ataque do ano novo na boate Reina, que matou 39 pessoas.

    Entre os detidos, há estrangeiros e suspeitos de planejarem atentados na Turquia, informaram as agências de notícias Dogan e Anadolu. Cerca de 150 suspeitos sírios foram presos em hotéis e casas particulares em Sanliurfa, no sudeste do país, disse a Dogan.

    Outros 47 foram detidos na cidade vizinha de Gaziantep, perto da fronteira síria, e 38 foram levados sob custódia em Hatay, também na fronteira com a Síria.

    Sessenta suspeitos, em sua maioria estrangeiros, foram detidos em quatro distritos na capital Ancara.

    Dezenas de outras prisões foram feitas em outras províncias do país.

    Mais:

    Vice-premiê turco confirmou a prisão de 8 após atentado terrorista em Istambul
    General turco: única chance de Ancara evitar guerra é através do diálogo com Damasco
    Fonte: Força Aérea turca elimina um dos líderes do Daesh em Al-Bab
    Tags:
    suspeitos, presos, polícia, operação, ataque terrorista, atentado, Ano Novo, boate, Reina, Estado Islâmico, Daesh, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar