20:37 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1038
    Nos siga no

    A comunidade internacional passou a enxergar a Rússia como um ator político e militar importante na arena mundial, em função das operações na Síria. No entanto, o retorno aos tempos da Conferência de Yalta não será possível, disse Frank-Walter Steinmeier, que está deixando a chefia da pasta de Relações Exteriores da Alemanha.

    Nesta quarta-feira, Steinmeier, que se tornou candidato dos social-democratas à presidência do país, declarou estar encerrando o trabalho no cargo de ministro de Relações Exteriores da Alemanha. Ele será candidato da coalizão governante nas eleições, que ocorrem no dia 12 de fevereiro.

    “A operação russa de grande escala na Síria foi iniciada, obviamente, inclusive para contestar a posição provocadora dos EUA, que relegaram a Rússia à posição de potência regional. Pelo menos do ponto de vista dos russos, isso deu certo. A Rússia é considerada um ator militar e político importante. Talvez isso seja satisfatório para muitos na Rússia, a curto prazo. No entanto, a Rússia não deve se iludir. Não haverá um caminho de volta para os tempos de Yalta”, declarou Steinmeier em entrevista ao Sueddeutsche Zeitung.

    Engenheiros militares russos na Síria
    © Foto / Ministério das Relações Exteriores da Rússia
    Segundo o ministro, a Rússia não conseguirá parceiros somente com ajuda do seu poderio militar restaurado. “Rússia, de forma inevitável, terá de buscar parceiros de forma política, se quiser desempenhar um papel de influência na comunidade internacional”, concluiu o ministro.

    A Conferência de Yalta, da qual participaram os líderes dos Aliados da coalizão antihitler — URSS, EUA e Grã-Bretanha — foi realizada entre 4 e 11 de fevereiro de 1945. Durante as reunião, os chefes de Estado discutiram o fim da Segunda Guerra Mundial e a repartição das zonas de influência.

    Mais:

    De Mistura: Reunião trilateral Rússia-Irã-Turquia em Astana é importante para a Síria
    Revelado texto do projeto de Constituição síria proposto pela Rússia
    Ministro da Defesa da Rússia enaltece profissionalismo militar russo na Síria
    Almirante russo: base de Tartus reforçará agrupamento da Rússia na Síria
    Rússia convida administração Trump para negociações sobre Síria em Astana
    Tags:
    política internacional, Frank-Walter Steinmeier, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar