08:31 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Cartão contra Acordo de Parceria Trans-Pacífico (TTP) em Tóquio. 23 de abril, 2014

    'Saída dos EUA do TPP pode ser positiva para o Brasil', diz ministro

    © AFP 2018 / TOSHIFUMI KITAMURA
    Mundo
    URL curta
    880

    Decisão de se retirar do Acordo de Parceria Transpacífica (TPP) foi uma das primeiros anúncios do programa da administração de Donald Trump na presidência dos EUA.

    O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, declarou nesta quarta-feira (25) que a decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de se retirar do Acordo de Parceria Transpacífica (TPP) pode ser positiva para o Brasil, sobretudo em relação às exportações de produtos agrícolas. O ministro observou, no entanto, que o protecionismo dos Estados Unidos é preocupante. 

    Segundo ele, ao sair do TPP os EUA abrem um vazio que pode ser uma oportunidade para o Brasil preencher, principalmente para o agronegócio do país.  

    “Entendemos que na área do agrobusiness, do agronegócio, abre-se uma oportunidade grande para o Brasil. Poderemos avançar em outras áreas também com os países, e esse será o nosso foco no comércio exterior”, disse o ministro. 

    O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou na última segunda-feira (23) uma ordem executiva formalizando a retirada dos EUA do Acordo de Parceria Transpacífico (TPP). 

    Mais:

    Chile propõe acordos bilaterais com membros do TPP, China e Coreia do Sul
    México começará negociações bilaterais do TPP imediatamente após retirada dos EUA
    Trump assina ordem executiva formalizando retirada dos EUA do TPP
    Trump irá cancelar TPP nos primeiros dias de governo
    Tags:
    exportações, comércio exterior, agronegócio, Acordo de Parceria Transpacífica (TPP), Marcos Pereira, Donald Trump, EUA, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik