16:43 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2220
    Nos siga no

    O júri condenou à morte nesta terça-feira (10) o supremacista branco Dylann Roof, que matou nove negros em uma igreja da Carolina do Sul em junho de 2015.

    O processo começou na segunda-feira (7) em Charleston, onde fica a igreja metodista de Emanuel, cenário do pior massacre racista da história recente dos EUA. Roof é acusado de ter aberto fogo contra os paroquianos negros que participavam de uma reunião de estudos da Bíblia.

    O júri foi requisitado a chegar a um veredicto unânime para impor a pena de morte. Caso contrário, Roof seria automaticamente condenado à prisão perpétua. Todos os 12 jurados confirmaram a sentença.

    O acusado falou por cerca de cinco minutos, e disse ao júri que ainda sente que "teve que fazer" o que fez.

    "Tenho o direito de pedir-lhes que me deem uma sentença de prisão perpétua, mas não tenho certeza de que bem isso faria de qualquer maneira", disse ele.

    Mais:

    Casos mais conhecidos de assassinatos em massa dos EUA
    Tags:
    Dylann Roof
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar