10:46 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    38015
    Nos siga no

    O Senado norte-americano anunciará esta terça-feira “amplas” sanções contra a Rússia em retaliação à “interferência” nas eleições presidenciais, informou a agência Reuters.

    Segundo a agência, a informação foi divulgada pelo senador republicano John McCain, bem como pelos democratas Ben Cardin e Robert Menendez.

    No dia 6 de janeiro, a CIA, o FBI e a Agência de Segurança Nacional divulgaram um relatório, no qual acusaram a Rússia de “interferir” nas eleições norte-americanas, mas não apresentaram nenhuma prova, alegando a confidencialidade dos documentos. O relatório informou sobre “operações secretas da Rússia para interferir nas eleições” apresentando como fundamento dessa tese fontes na TV russa e textos em redes sociais. 

    Em dezembro, a inteligência norte-americana, que conta com 17 agências e serviços, acusou a Rússia de tentar interferir nas eleições dos Estados Unidos, através da realização de ciberataques e da publicação de documentos. Além disso, a inteligência informou que a Rússia estava tentando ajudar a eleger o candidato republicano, Donald Trump. 

    No fim de 2016, a administração do presidente dos EUA, Barack Obama, adotou sanções contra nove empresas, instituições e pessoas físicas russas, inclusive contra o Serviço Federal de Segurança (FSB) pela suposta "interferências nas eleições" e "pressões sobre diplomatas americanos" na Rússia. Além disso, os EUA expulsaram 35 diplomatas russos.

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou que Moscou não pretende expulsar diplomatas norte-americanos em resposta às ações de Washington. Todavia, ele destacou que, conforme a prática internacional estabelecida, a Rússia reserva para si o direito de uma resposta adequada. Putin classificou as medidas da administração de Obama de "provocação, voltada para abalar ainda mais as relações russo-americanas". O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, saudou as declarações de Putin.

    Mais:

    Opinião: novas sanções antirrussas de Obama foram 'presente de Ano Novo' para Trump
    Diplomata russo: sanções dos EUA são 'infundadas, imprudentes e prejudicais'
    Trump critica CNN e NBC por cobertura das sanções contra Rússia
    Líder republicano no Senado apoia sanções e diz que Rússia não é país amigo dos EUA
    Tinha umas... sanções no meio do caminho!
    Tags:
    sanções, Senado dos EUA, Robert Menendez, Ben Cardin, John McCain, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar