21:01 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Marcha de nacionalistas em Kiev (foto de arquivo)

    Líder da Crimeia sobre manifestação nacionalista: 'É uma tradição de triste memória'

    © Sputnik / Andrei Voloshin
    Mundo
    URL curta
    10513
    Nos siga no

    Os festejos dedicados a Stepan Bandera na Ucrânia em 1 de janeiro tornaram-se uma péssima tradição para o país, que mina as instituições políticas no país e destrói a sua imagem no mundo, disse o primeiro-ministro da Crimeia.

    O chefe da República russa da Crimeia Sergei Aksyonov partilhou desta opinião na sua página de Facebook.

    Na tarde de domingo (1) milhares de apoiadores do partido nacionalista ucraniano Svoboda realizaram, como é costume, uma marcha com tochas na cidade ucraniana de Odessa (no vídeo) e na capital do país, Kiev, em homenagem ao 108.º aniversário de Stepan Bandera, chefe do braço armado da Organização dos Nacionalistas Ucranianos.

    "O Ano Novo na Ucrânia, de acordo com uma tradição de triste memória dos anos recentes, começa com festejos do aniversário do nazista e verdugo Bandera. Os seus descendentes ideológicos continuam destruindo as instituições políticas ucranianas e a destruir a imagem internacional deste país", escreveu.

    ​Akysonov fez lembrar também na sua postagem que, em dezembro do ano passado, a Polônia exigiu, em forma de ultimato, à liderança ucraniana que cancelasse os festejos dos 75 anos do Exército  Insurreto Ucraniano (a organização é proibida na Rússia). A decisão foi tomada pelo lado polonês após reconhecer as ações desta organização como genocídio contra os poloneses.

    A marcha deste ano passou sem incidentes, segundo divulgou a assessoria de imprensa da polícia ucraniana.

    Tags:
    nacionalistas ucranianos, marcha, Stepan Bandera, Crimeia, Kiev, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar