16:47 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Barack Obama, depois do discurso na base aérea de MacDill, Tampa, Florida, 6 de dezembro de 2016

    EUA impõem sanções contra Rússia por supostos ciberataques nas eleições

    © AFP 2019/ MANDEL NGAN
    Mundo
    URL curta
    109660

    EUA impõem sanções contra Rússia por supostos ciberataques nas eleições.

    Apesar da falta de evidências para apoiar as alegações de que a Rússia interferiu nas eleições presidenciais dos EUA, a Casa Branca anunciou a imposição de sanções contra Moscou por supostos ciberataques

    Os EUA implementaram nesta quinta-feira sanções contra seis indivíduos russos, incluindo o chefe da diretoria da Inteligência da Rússia. 

    Além disso, a Casa Branca anunciou a expulsão de 35 diplomatas russos. Eles têm 72 horas para deixar o país. 

    O presidente norte-americano, Barack Obama, declarou que as sanções contra a Rússia foram adotadas após "repetidas advertências privadas e públicas".

    Obama ainda prometeu novas ações contra Moscou, mas afirmou que algumas permanecerão secretas. 

    Serviços especiais americanos havia acusado oficialmente Moscou de ter promovido tentativas de interferir nas eleições presidenciais nos EUA, reconhecendo, no entanto, não ter identificado qualquer aumento de atividade hacker no dia do pleito. 

    Moscou refuta veementemente quaisquer insinuações nesse sentido. O porta-voz do presidente, Dmitry Peskov, havia declarado anteriormente que as acusações contra Moscou são "absolutamente injustificadas" e adiantou que tais declarações "não têm nenhuma base, não se substanciam por nenhuns fatos".

    Tags:
    sanções, inteligência, eleições, interferência, ataques cibernéticos, ciberataque, Barack Obama, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar