16:31 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    46214
    Nos siga no

    Militares ucranianos lançaram durante o último dia quase 3 mil granadas de morteiro, projéteis de artilharia e foguetes de sistemas de lançadores múltiplos contra o território da autoproclamada República Popular de Donetsk (DNR).

    A informação foi divulgada neste sábado (24) pelo vice-comandante das milícias de Donetsk Eduard Basurin na coletiva.

    "No último dia a situação se agravou bruscamente", disse.

    Segundo Basurin, as tropas ucranianas violaram o regime de cessar-fogo por 302 vezes, lançando contra o território da DNR "16 foguetes de lançador múltiplo Grad", 114 projéteis de artilharia de calibre 152 e 122 mm, 1.822 granadas de morteiro de calibre 120 e 82 mm, 30 projéteis de tanque, bem como 836 munições de diferentes tipos de lançadores de granadas.

    "Além disso, nos bombardeios foram usados BMP [veículos de combate de infantaria] e fuzis", sublinhou.

    De acordo com o comandante adjunto das milícias locais, os bombardeios foram realizados contra 16 povoações da DNR e os arredores da cidade de Donetsk.

    Ainda de acordo com Basurin, o serviço de inteligência militar descobriu nas áreas perto da linha de contato mais de 10 sistemas Grad e outros sistemas de artilharia de grande calibre pertencentes ao exército da Ucrânia.

    Mais cedo, foi divulgado que desde a meia-noite de 24 de dezembro na zona de Donbass (leste da Ucrânia) foi introduzido o regime de silêncio para o tempo de festas natalinas, essa condição faz parte dos Acordos de Minsk.

    Mais:

    Time publica artigo sobre ações corruptas de Poroshenko
    Material militar americano se rebela e não funciona na Ucrânia
    Tags:
    Acordos de Minsk, cessar-fogo, bombardeio, Donbass, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar