19:35 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    11322
    Nos siga no

    A Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini, afirmou em uma entrevista ao Wall Street Journal que a União Europeia e a Rússia podem tomar a mesma postura em uma série de questões em contrapeso à eventual política da administração do presidente eleito norte-americano, Donald Trump.

    Ao comentar ao Wall Street Journal o que será do acordo nuclear com o Irã no mandato do próximo presidente dos EUA, Mogherini frisou que qualquer desvio deste acordo realizado por Washington provocará descontentamento por parte de Moscou.

    "Se analisarmos cada caso de modo separado, podemos encontrar assuntos, o que não me admiraria, nas quais os europeus e os russos podem tomar o mesmo lado: o acordo iraniano, a regularização no Oriente Médio, e, talvez, o papel da ONU", partilhou a chefe da diplomacia europeia.

    Ao longo da campanha eleitoral, Donald Trump sujeitou o acordo com o Irã a uma crítica feroz ao afirmar que ele fará com que a República Islâmica se apodere de armas nucleares. O conselheiro de Trump para a política externa, Walid Fares, afirmou que o presidente eleito exigirá que o documento sobre o programa nuclear iraniano seja revisado e emendado.

    Antes das eleições, Trump também tinha feito bastantes reverências a Israel. Ele prometeu, em particular, transferir a Embaixada norte-americana de Tel Aviv a Jerusalém, o que até hoje não chegou a ser feito devido ao indeterminado estatuto internacional da cidade.

    Em 14 de julho de 2015, o Irão e o grupo de seis mediadores internacionais chegaram a um acordo visando regular o velho problema nuclear iraniano. Em resultado, foi adotado um plano comum de ações, cuja realização garante o levantamento de sanções econômicas e financeiras impostas pelo Conselho de Segurança da ONU, EUA e União Europeia contra Teerã.

    Mais:

    Lavrov: OTAN descumpre obrigações de segurança na Europa
    'Segurança da Europa é impossível sem Moscou'
    Europa necessita de se juntar à Rússia para 'se proteger' da China
    Tags:
    Europa, EUA, Rússia, Irã, Israel, Donald Trump, Federica Mogherini, União Europeia, Casa Branca, acordo nuclear, novo governo, relações bilaterais
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar