06:33 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Inverno em Moscou

    Rússia: Ucrânia ameaça fornecimento de gás russo para a Europa no inverno

    © Sputnik / Ilya Pitalev
    Mundo
    URL curta
    9321

    A multa imposta pelo Tribunal Administrativo de Kiev contra a companhia de gás russa Gazprom põe em risco o fornecimento de gás russo para a União Europeia, disse nesta sexta-feira (9) o ministro da Energia russo, Alexander Novak.

    "É uma decisão absolutamente ilegítima porque não foi tomada pelo Tribunal de Estocolmo, e, neste caso, podemos falar sobre novos riscos para o fornecimento de gás russo para os consumidores europeus", disse Novak depois das conversações trilaterais sobre gás realizadas entre a Rússia, a Ucrânia e a Comissão Europeia.

    Em 5 de dezembro, o Tribunal Administrativo de Kiev decidiu impor uma multa à Gazprom de 6,6 bilhões de dólares por alegado abuso de seu monopólio no mercado do trânsito de gás.

    Diante da situação, Novak enviou uma carta ao vice-presidente da Comissão Europeia, Marosh Shefchovich, e a ministros de Energia de vários países europeus, denunciando a multa que qualificou como arbitrária. 

    "Na carta, expresso a minha profunda preocupação com a resolução aprovada pelo Tribunal Administrativo de Kiev", disse o ministro russo, acrescentando que este é um "caso sem precedentes que aumentou os riscos para a transferência de gás russo através da Ucrânia na temporada de inverno". 

    A companhia de gás ucraniana Naftogaz não compra gás da Rússia desde novembro de 2015. A empresa disse estar pronta para retomar as compras sob as condições dos pacotes de inverno anteriores.

    Frente às previsões de um inverno rigoroso, as autoridades russas temem que a Ucrânia se aproprie ilegalmente do gás destinado à Europa, pondo em perigo o trânsito do combustível. 

    Segundo o acordo conhecido como “pacote de inverno”, que a Ucrânia, a Rússia e a Comissão Europeia assinaram em setembro de 2015, a Naftogaz concordou em adquirir da Gazprom 2 bilhões de metros cúbicos de gás por 500 milhões de dólares. 

    A Ucrânia retomou as compras de gás russo em 12 de outubro de 2015, mas em 25 de novembro as interrompeu novamente, transferindo neste período para a Gazprom 542 milhões de dólares em pré-pago, o equivalente a 2,383 bilhões de metros cúbicos de gás.

    Mais:

    Que fazer? Ucrânia tem pouco gás para o inverno
    Premiê da Ucrânia expõe perspectivas do acordo de gás com a Rússia
    Por que UE muda opinião sobre Gazprom russo?
    Tags:
    trânsito, monopólio, multa, inverno, fornecimento, gás, Naftogaz, Gazprom, União Europeia, Europa, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik