13:11 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Submarino chinês

    Para que Bangladesh precisa de submarinos chineses?

    © AP Photo / Guang Niu, do arquivo
    Mundo
    URL curta
    2104

    A compra por parte do Bangladesh de dois submarinos do projeto 035G por 203 milhões acabou criando uma forte ressonância política na região, sobretudo na Índia.

    O país asiático nunca teve submarinos e a razão para obter este tipo de arma continua pouco clara, tendo em conta que o país está quase completamente cercado pelo território da Índia e só lhe resta uma pequena fronteira com Mianmar.

    Diversos especialistas indianos já tinham dito que o fornecimento de submarinos chineses a Bangladesh pode ser parte da política chinesa de criar um "cerco" à volta da Índia.

    Sim, são submarinos, mas obsoletos!

    Contudo, o especialista militar russo Vasily Kashin, na entrevista à Sputnik China, divulgou um ponto de vista diferente.

    "É preciso notar que os submarinos do projeto 035G são tecnicamente imperfeitos e obsoletos. Eles continuam moralmente obsoletos mesmo após a reforma geral e modernização que foram realizadas em estaleiros chineses antes da venda a Bangladesh", disse Kashin.

    Segundo ele, estes navios são de fato uma versão aperfeiçoada de antigos submarinos chineses do projeto 033 que, por sua vez, são a variante licenciada de submarinos soviéticos do projeto 633, cuja construção foi iniciada ainda nos anos 1950.

    Os primeiros submarinos 035 foram construídos nos anos 1970 e não foram considerados um sucesso. Após a introdução de grandes modificações, 12 submarinos do projeto 035G acabaram de ser construídos entre os anos 1990-1999. A detectabilidade acústica e condições para a tripulação foram melhoradas, além da instalação nos submarinos de novos torpedos e estações hidroacústicas – copiadas em muito dos sonares franceses DUUX-5 que a China comprou nos anos 1980.

    Mas o estado técnico dos submarinos não é o único ponto duvidoso nessa situação, destaca o especialista:

    "E se ainda destacarmos a falta de experiência por parte do Bangladesh no uso de submarinos, os antigos 035G podem ser neutralizados com alta probabilidade, por exemplo, pela Marinha indiana tecnicamente muito mais avançada."

    Forças incomparáveis com o potencial da Índia 

    Mesmo tendo em conta o possível aumento da capacidade defensiva do Bangladesh, não deve ser esquecido o estado atual das Forças Armadas da Índia.

    "A Marinha da Índia dedica atenção à compra de meios antissubmarinos modernos, inclusive de aviões de guerra antissubmarina P-8 norte-americanos e Il-38SD russos modernizados", sublinhou.

    Reforço militar de Bangladesh irrita a Índia

    Assim, o especialista russo acredita que o descontentamento que a Índia mostra está ligado mais provavelmente não ao fornecimento destes submarinos em si, mas ao processo de rearmamento intensificado do Bangladesh com base em armamentos da China em geral.

    Além disso, de acordo com várias publicações na mídia indiana, a compra pelo Bangladesh de armas a um fornecedor de fora da região como, por exemplo, à Rússia ou países europeus, não provocaria emoções negativas.

    Não é só a Índia que está insatisfeita

    As relações entre Bangladesh e Mianmar também não podem ser classificadas como simples. Os dois países têm um conflito étnico envolvendo a população muçulmana que provoca um fluxo migratório. As relações também costumavam ser agravadas por uma disputa territorial que só recentemente acabou por ser resolvida.

    Prestígio é sempre um plano importante

    Kashin pede para não se esquecer também a questão do prestígio, em particular no que diz respeito aos parceiros do Bangladesh na Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN). Os países membros da associação estiveram ativamente comprando submarinos nos anos recentes.

    "Numa certa altura, Mianmar também teve planos para compra de submarinos, mas descartou-os por falta de fundos. Mas uma série de outros países da ASEAN como, por exemplo, o Vietnã, Singapura e Indonésia ou já estão formando frotas de submarinos ou, como a Tailândia, estão planejando cria-las no tempo mais próximo. Pode ser que o Bangladesh não queira ficar demasiado para trás," sublinhou o especialista.

    Tags:
    defesa, submarino, Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), Myanmar, Bangladesh, Índia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik