22:13 10 Dezembro 2016
Ouvir Rádio
    Famílias sírias recebem assistência de fundação humanitária local no bairro de al-Marjah, em Aleppo

    EUA não entregam ajuda a Aleppo e culpam Rússia

    © AFP 2016/ KARAM AL-MASRI
    Mundo
    URL curta
    686207

    Os Estados Unidos acham muito difícil acreditar nas alegações russas de que a ajuda humanitária pode ser levada a Aleppo de maneira segura, segundo disse à Sputnik um funcionário do Departamento de Estado norte-americano, rebatendo acusações de Moscou de que EUA e outros países não cumpriram a promessa de ajudar a população da cidade síria.

    "Com a continuação da violência em Aleppo, é difícil confiar nas afirmações da Rússia de que o caminho para fornecer ajuda a Aleppo é seguro para a realização de entregas", afirmou a fonte em condição de anonimato. 

    Nesta quarta-feira, o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, major-general Igor Konashenkov, criticou os Estados Unidos, a ONU e outros países ocidentais por não terem se esforçado para prestar assistência aos mais de 90 mil civis liberados de áreas dominados por terroristas nessa região da República Árabe, depois de insistirem na necessidade de fornecer ajuda humanitária para a população de Aleppo.

    Mais:

    Mais de 600 militantes deixaram Aleppo, a maioria deles foi anistiada
    Pentágono: libertação de Aleppo por forças de Assad não ajuda a combater Daesh
    Ministério da Defesa russo explica para onde fogem os civis de Aleppo
    'Ocidente solicita introdução de sanções pela libertação de 80 mil civis em Aleppo'
    Tags:
    ajuda humanitária, Departamento de Estado, ONU, Igor Konashenkov, Síria, Rússia, EUA, Aleppo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Em foco