06:06 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Viktor Yanukovich

    Ex-presidente da Ucrânia Yanukovich se prepara para testemunhar no caso Maidan

    © Sputnik/ Sergei Guneev
    Mundo
    URL curta
    8121841

    O ex-presidente ucraniano Viktor Yanukovich testemunhará na segunda-feira (28) no caso do levante da Maidan de 2014, depois de as audiências iniciais terem sido adiadas pelo tribunal.

    Na sexta-feira (25), um tribunal de Kiev adiou até a próxima semana o questionamento das antigas forças de operações especiais a respeito dos supostos assassinatos de civis na Euromaidan, depois que manifestantes impediram um comboio com oficiais de sair da prisão.

    Cinco policiais das forças de operações especiais são acusados ​​de matar pelo menos 100 manifestantes e ferir cerca de 600. 

    Yanukovych, que vive no exílio na Rússia, deve ser interrogado como testemunha no caso. Um tribunal da cidade russa de Rostov vai organizar uma vídeoconferência com Kiev. 

    "Todas essas investigações mostraram que tudo isso, incluindo o protesto da Maidan, surgiu de mentiras, falsificações e de uma propaganda bem preparada", disse Yanukovich em uma entrevista coletiva em Rostov. Além disso, o Ministério Público Geral da Ucrânia suspeita que o presidente exilado esteja envolvido em oito processos criminais.

    Mais:

    ‘Ucrânia em Chamas’: filme de Oliver Stone revela ação dos EUA no conflito ucraniano
    Explosão em Kiev aumenta tensão no aniversário da revolução do Maidan
    ‘Atirei na nuca’: Radical ucraniano confessa que matou policiais no Maidan
    Eurodeputados exigem respostas de Kiev sobre assassinatos na Maidan e massacre em Odessa
    Tags:
    exílio, testemunha, tribunal, protestos, manifestação, assassinatos, Euromaidan, Maidan, Viktor Yanukovich, Rostov, Rússia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik