22:11 06 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    313
    Nos siga no

    Quase 200 países reafirmaram seu apoio ao Acordo de Paris sobre Mudança do Clima, após o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, ter feito uma série de declarações críticas sobre o tema durante sua campanha eleitoral, relata a agência France Presse.

    A declaração apoiando o Acordo de Paris, firmado sob a égide da ONU em 2015, foi assinada durante a conferência internacional sobre o clima, que acontece em Marrocos.

    "Apelamos para o maior compromisso político no combate às mudanças climáticas e o reconhecimento da sua extraordinária prioridade" — diz o documento, assinado por quase 200 países.

    Antes de ser eleito, Trump havia apontado para a necessidade de rever a adesão dos EUA ao Acordo de Paris. Na sua opinião, as medidas adotadas pelo governo americano na área de ecologia repercutiram negativamente sobre o setor energético do país.

    O republicano chegou a afirmar que o aquecimento global era "uma invenção chinesa com objetivo de enfraquecer a economia americana" e a prometer a restituição de empregos no setor energético, incluindo as indústrias de carvão e de extração de gás de xisto.

    A vitória de Trump gerou sérias preocupações junto à comunidade internacional de ecologia. O Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) chegou a apontar, que sua eleição poderá impactar diretamente nos acordos para a luta contra mudanças climáticas firmadas pelos EUA durante o governo Barack Obama.

    O Acordo de Paris sobre Mudança do Clima foi previamente aprovado, no ano passado, por 197 países que participaram da Conferência do Clima de Paris (COP 21). O compromisso dos países signatários é de manter o aumento da temperatura média global em menos de 2°C acima dos níveis pré-industriais, e fazer um esforço para ir além: limitar essa elevação da temperatura a 1,5°C.

    Tags:
    reação, críticas, acordo, clima, ONU, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar