12:49 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Estudantes em Homs realizam manifestação em favor da operação militar russa na Síria

    'Rússia e EUA podem alcançar acordo sobre Síria sem saída de Assad'

    © Sputnik / Dmitriy Vinogradov
    Mundo
    URL curta
    3111

    Com a chegada do presidente Donald Trump, a Rússia e os EUA podem chegar a um consenso sobre a regulação da crise na Síria que evitará a necessidade de o atual líder sírio Bashar Assad deixar o poder, acredita o ex-membro do governo de Israel, Ephraim Sneh.

    "Dentre as muitas incertezas, uma coisa é clara: provavelmente teremos uma [Conferência de] Yalta-2. (…) Quando o assunto é Síria, isso significa compromisso. Provavelmente, neste compromisso teremos a permanência de Assad no poder" – declarou Sneh, ao discursar no Wilson Center, em Washington.

    Na sua opinião, sem a manutenção de Assad no poder, será "impossível alcançar um compromisso com os russos".

    O especialistas acredita ainda, que Assad, por sua vez, permitirá às formações xiitas do Hezbollah de permanecer na fronteira sírio-israelense na região das Colinas de Golã. Tal perspectiva, no entanto, levanta sérias preocupações por parte de Israel, segundo ele, já que facilita ataques de rebeldes contra o território israelense.

    O ex-ministro disse ainda concordar com a retórica de que Trump é um político "pró-russo".

    "Trata-se de como Trump enxerga os interesses americanos. Ele deixou isso bem claro e Putin respondeu com clareza a isso. Esses dois líderes querem, pelo menos, tentar trabalhar em conjunto pelo bem de seus próprios interesses" – disse o especialista.

    Mais:

    Assad: Daesh começou a perder terreno apenas após o início da operação russa na Síria
    Para Assad, Donald Trump será 'aliado natural' na luta contra terroristas
    Assad: ataque 'planejado' dos EUA contra exército sírio em Deir ez-Zor favorece Daesh
    Tags:
    opinião, crise, regulação, Ephraim Sneh, Israel, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar