02:49 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    8120
    Nos siga no

    Os exercícios militares conjuntos da OTAN e Geórgia são uma ameaça significativa para a paz na região, diz a chancelaria russa.

    Foi comunicado que, em 10 de novembro, no território do Centro de Treinamento Conjunto e Avaliação da OTAN, perto de Tbilisi, deram início as manobras OTAN-Geórgia 2016. Os exercícios prolongarão até 20 de novembro.

    “Prestamos atenção a mais uma série de manobras da OTAN e da Geórgia, nas quais participam mais de 250 militares de 13 países. Já é a terceira vez no ano corrente que tais manobras internacionais são realizadas no território georgiano, além das Noble Partner, em maio, e Agile Spirit, em setembro. Evidenciamos um aumento contínuo da escala e da intensidade do treinamento das Forças Armadas georgianas segundo os padrões da OTAN, com envolvimento ativo das forças de comando e do Estado-Maior da aliança”, manifesta o Ministério das Relações Exteriores russo.

     “A Rússia considera tal atividade como uma ameaça séria à estabilidade e à paz na região. Os vizinhos da Geórgia – Abkházia e Ossétia do Sul – várias vezes também manifestaram sua preocupação. Todos nos lembramos de como as promessas sobre a pertinência à OTAN, pronunciadas na cimeira da aliança em Bucareste, levaram Tbilisi a efetuar um ataque criminoso contra os pacificadores russos e civis de Tskhinvali, em agosto de 2008”, diz-se no comunicado da chancelaria russa divulgado na terça-feira (15).

    O Ministério frisou que a OTAN não esconde que a atual cooperação militar é entendida por Tbilisi como uma parte da política de ‘dissuasão’ da Rússia.

    “O papel desempenhado pela Geórgia neste contexto, dificulta o processo positivo de clareamento das relações russo-georgianas”, frisa-se no documento.

    Mais:

    OTAN pode tentar bloquear melhoria das relações entre EUA e Rússia
    Exigências de Trump em relação à OTAN 'são muito difíceis para os países da UE'
    OTAN continua matando na Sérvia
    Tags:
    cooperação militar, manobras, exercício militar, OTAN, Ministério das Relações Exteriores, EUA, Abkházia, Ossétia do Sul, Geórgia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar