10:21 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Ministro da Defera norte-americano e chefe do Pentágono discursa no Centre de Estudos Estratégicos e Internacionais

    Pentágono fala de cinco ameaças para os EUA

    © REUTERS / Gary Cameron
    Mundo
    URL curta
    8310
    Nos siga no

    Os EUA entendem a diferença entre a ameaça proveniente do Daesh, Irão e Coreia do Norte e as divergências com a China e a Rússia, disse o secretário da Defesa norte-americano, Ashton Carter.

    No decorrer de uma conferência na revista The Atlantic, foi pedido a Ashton Carter que indicasse as cinco principais ‘ameaças’ para Washington, colocando-as por ordem de prioridade. Carter referiu-as mas assinalou que isto não significa que “os EUA estejam envolvidos em uma guerra contra elas”. 

    Segundo Carter, quanto ao “Estado Islâmico, à atividade perturbadora do Irão e da Coreia do Norte”, o lema dos EUA é “lutar agora mesmo”. O chefe do Pentágono frisou que já faz décadas que o país segue esta abordagem.

    “Quanto à Rússia e à China, a situação é outra, nossas relações são ambíguas, já que há questões nas quais tentamos cooperar e alcançar objetivos comuns, mas também há problemas que geram discordância entre nós”, disse Carter.

    O presidente recém-eleito dos EUA, Donald Trump, frisou, durante sua conversa telefônica com o presidente russo Vladimir Putin, que espera melhorar as relações entre os dois países.

    Mais:

    Que tal uma mulher à frente do Pentágono?
    EUA continuarão apoiando parceiros na Síria em ofensiva contra Raqqa – Pentágono
    Pentágono: EUA registram aumento da capacidade militar da Rússia
    Tags:
    relações diplomáticas, terrorismo, Pentágono, OTAN, Daesh, Donald Trump, Ashton Carter, China, Rússia, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar