06:15 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Chanceler John Kerry fala com presidente dos EUA Barack Obama

    Obama: ‘operação militar na Síria é impossível’

    © AP Photo/ Andrew Harnik
    Mundo
    URL curta
    26116

    A situação na Síria é mais complexa, do que na Líbia e não pode ser resolvida por via militar, declarou o presidente dos EUA, Barack Obama.

    “Se vocês perguntam se podemos empreender esforços militares na Síria, do mesmo modo que fizemos na Líbia, digo que a situação lá é completamente diferente”, disse o presidente nesta segunda-feira durante o briefing em Washington, ao responder sobre a possibilidade da solução do conflito sírio segundo o cenário na Líbia,

    Como lembrou o presidente, os EUA realizaram a operação militar na Líbia sob a autorização do Conselho de Segurança da ONU. No caso da Síria, os Estados Unidos atuam de modo unilateral, sem autorização das Nações Unidas.

    “Não é segredo que a situação na Síria é muito mais caótica”, disse Obama, destacando que as partes do conflito estão sendo apoiadas por diversas forças externas.

    “Realizamos todos os esforços possíveis para encontrar uma solução política… John Kerry (secretário de Estado) dedicou muito tempo, tentando negociar com os russos, os iranianos, os países do Golfo e outros… Seguiremos buscando uma solução política com todas as nossas forças”, assegurou o chefe de Estado norte-americano.

    Obama reconheceu que os esforços políticos têm trazido poucos resultados. “É algo sobre o que continuarei pensando todos os dias. Como encontrar uma fórmula que permita para o sofrimento”, concluiu.

    Mais:

    Obama ordena envio de mais drones para a Síria
    Obama pode tomar decisões sobre a Síria antes do fim do mandato
    Obama e Merkel responsabilizam Moscou e Damasco pela situação na Síria
    'Obama realmente queria ver progressos na Síria'
    Obama deve aprender com lições de Putin na Síria, opina The Washington Post
    Tags:
    solução política, operação militar, Conselho de Segurança da ONU, Barack Obama, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik