19:30 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Combatentes curdos Peshmerga observam região próxima a Bashiqa, a 25 km de Mossul

    Coalizão investigará declarações russas sobre ataque aéreo dos EUA a escola em Mossul

    © AFP 2017/ SAFIN HAMED
    Mundo
    URL curta
    505

    A coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, planeja investigar as declarações do Estado-Maior da Rússia sobre o ataque aéreo dos EUA à uma escola nos arredores da cidade iraquiana de Mossul, informou um porta-voz da operação “Inherent Resolve”.

    Na sexta-feira, chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, Sergei Rudskoy, disse que em 24 de outubro um avião da Força Aérea dos Estados Unidos tinha atacado uma escola na cidade de Tel Kaif, nos arredores de Mossul, provocando morte de civis.

    "Estamos cientes das declarações russas e vamos realizar uma investigação para apurar os fatos”, disse o porta-voz da coalizão.

    Ele acrescentou que a coalizão adere aos procedimentos para "minimizar" as mortes de civis e tenta atacar apenas os terroristas.

    Em 17 de outubro de 2016 as Forças Armadas do Iraque, juntamente com outros grupos armados que incluem as formações curdas peshmerga, iniciaram ofensiva contra Mossul, uma das duas "capitais" do grupo terrorista Daesh, que ocupou a cidade iraquiana em 2014, proclamando-a como um dos centros do seu "califado".

    Mais:

    EUA negam ataques contra alvos civis em Mossul
    EUA ainda não decidiram sobre presença de tropas no Iraque após a batalha por Mossul
    Avião dos EUA bombardeia escola de meninas em Mossul
    Stratfor: Vitória dos EUA em Mossul virá com alto custo humanitário
    Tags:
    ataque aéreo, civis, morte, Mossul, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik