14:31 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Pinguins-de-adélia no Antártico. Estação McMurdo. 25 de fevereiro, 2011

    Antártida terá a maior reserva natural marítima do mundo

    © flickr.com / Eli Duke
    Mundo
    URL curta
    0 62
    Nos siga no

    A União Europeia e 24 países chegaram na sexta-feira (28) a um acordo para criar o maior parque natural do mundo no Oceano Glacial Antártico.

    Assim, a reserva natural visa proteger 1,5 milhões de quilômetros quadrados do mar de Ross, ao redor da Antártida. A zona protegida abrange só 2% do Oceano Antártico mas é o habitat de 38% da população de pinguins-de-adélia, 30% de pardelas e 6% de baleias-anãs.

    O acordo foi aprovado após duas semanas de negociações na reunião anual da Comissão para a Conservação dos Recursos Vivos Marinhos Antárticos (CCAMLR) em Hobart, Austrália, de acordo com a BBC

    Segundo o acordo, a pescaria será proibida na região durante 35 anos. O documento deverá entrar em vigor em 1 de dezembro de 2017. 

    Os países subscritores são a Argentina, a Austrália, a Bélgica, o Brasil, o Chile, a China, a França, a Alemanha, a Índia, a Itália, o Japão, a Coreia do Sul, a Namíbia, a Nova Zelândia, a Noruega, a Polônia, a Rússia, a África do Sul, a Espanha, a Suécia, a Ucrânia, o Reino Unido, os Estados Unidos e o Uruguai.

    Mais:

    Milhares de novos lagos na Antártida preocupam cientistas
    Navio de pesquisa russo completa missão na Antártida visitando Lisboa
    Vidas e paisagens no deslumbrante Ártico russo
    Tags:
    reserva natural, Antártica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar