14:07 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Argentina, Mauricio Macri

    Macri: 'Venezuela não pode fazer parte do Mercosul'

    © REUTERS / Jorge Adorno
    Mundo
    URL curta
    774
    Nos siga no

    O presidente da Argentina, Mauricio Macri, declarou nesta segunda-feira (24) que a Venezuela não pode fazer parte do Mercosul.

    "A declaração do Congresso venezuelano nessas horas tem sido muito contundente, o que nos leva cada vez mais ao fato de que a Venezuela não pode ser parte do Mercosul", disse Macri durante uma coletiva de imprensa junto com o seu homólogo uruguaio, Tabaré Vázquez. 

    O governo de Nicolas Maduro "deve receber a condenação de todas as nações sul-americanas e do mundo inteiro, pois na Venezuela não estão sendo respeitados os direitos humanos", frisou o líder argentino. 

    Mais sutil em suas declarações, o presidente uruguaio observou que seu país estava preocupado "com a escalada das coisas na Venezuela". 

    "Aspiramos a uma solução pacífica, que exista um diálogo entre o governo e a oposição", afirmou Vázquez.

    O poder legislativo dominado pela oposição na Venezuela declarou no último domingo (23) que o "regime" do presidente Nicolas Maduro cometeu um “golpe de Estado” com a decisão do Conselho Nacional Eleitoral de suspender a recolha de assinaturas em favor do processo revogatório do mandato do líder chavista. 

    Mais:

    Venezuela e Arábia Saudita podem chegar a consenso sobre produção de petróleo
    Assembleia Nacional declara 'golpe de Estado' de Maduro na Venezuela
    Caças da Venezuela interceptam Boeing da Avianca e companhia cancela voos no país
    Capriles e outros 7 opositores são proibidos de sair da Venezuela
    Tags:
    democracia, direitos humanos, Mercosul, Nicolas Maduro, Tabaré Vázquez, Mauricio Macri, Uruguai, Venezuela, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar