04:24 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu

    Tusk disse que líderes da UE condenaram as ações da Síria e da Rússia em Aleppo

    © AFP 2019 / EMMANUEL DUNAND
    Mundo
    URL curta
    818
    Nos siga no

    O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, declarou que os líderes de países-membros da União Europeia condenaram as ações do exercito da Síria e das forças aéreas da Rússia em Aleppo e destacaram estarem prontos para quaisquer medidas em reação aos próximos passos de Damasco e Moscou no Oriente Médio.

    Os EUA e outros países do Ocidente acusam Moscou e Damasco de realizar ataques aéreos contra população civil e contra as forças da oposição “moderada” na Síria. No entanto, até o presente momento nenhuma prova dessas afirmações foi apresentada. Síria e Rússia insistem estarem atacando somente os terroristas e acusam os EUA de descumprir o compromisso de separar as forças da oposição “moderada” das tropas de grupos terroristas.

    “Eles (os líderes) condenaram de modo enérgico os ataques do regime sírio e de seus aliados, inclusive da Rússia, contra a população civil de Aleppo. UE apela para o fim da violência e imediato cessar dos combates. Todas as possíveis opções de medidas serão avaliadas, se a violência continuar”, disse Tusk aos jornalistas após o fim do primeiro dia da cúpula da UE em Bruxelas. 

    O anúncio foi feito no contexto da “pausa humanitária” que teve início em Aleppo na manhã desta quinta-feira, dia 20 de outubro. 

    As forças aeroespaciais da Rússia e as tropas do governo sírio não estão atacando os terroristas, para permitir a saída de civis e de combatentes da cidade, através dos assim denominados corredores humanitários. Atualmente, oito corredores humanitários para evacuação da cidade estão em funcionamento. Seis para civis e dois para combatentes. Segundo o ministério da Defesa da Rússia, todos os corredores estão sofreste constantes ataques praticados por militantes terroristas.

    O ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, informou nesta quinta-feira que, por determinação do presidente Vladimir Putin, a “pausa humanitária” em Aleppo foi prorrogada por mais um dia. Damasco confirmou a prorrogação.

    Mais:

    Enviado da ONU confirma a suspensão de ataques aéreos em Aleppo
    Moscou: extremistas não deram trégua aos corredores humanitários em Aleppo
    Ataques terroristas deixam militares russos feridos nos corredores humanitários de Aleppo
    Terroristas executam 14 funcionários do governo de Aleppo
    Rússia prorroga pausa humanitária em Aleppo
    Tags:
    Cúpula da União Europeia, Conselho Europeu, Donald Tusk, Bruxelas, Rússia, Aleppo, Síria, UE
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar