03:56 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeiras da União Europeia próximo ao edifício da Comissão Europeia, Bruxelas

    União Europeia pretende reforçar sanções contra sírios

    © AFP 2019 / EMMANUEL DUNAND
    Mundo
    URL curta
    1113
    Nos siga no

    A União Europeia pretende reforçar as sanções contra indivíduos e empresas sírias que apoiam o regime do país, tendo em vista a continuação da repressão na Síria. É o que diz a declaração final dos ministros das Relações Exteriores dos Estados membros da União Europeia.

    "A União Europeia vai agir rapidamente, de acordo com os procedimentos estabelecidos, com vista a impor novas medidas restritivas contra indivíduos e entidades da Síria que apoiam o regime sírio, tendo em vista a continuação da repressão", afirmaram os chanceleres dos países do bloco europeu.  

    Anteriormente, o ministro das Relações Exteriores da França, Jean-Marc Ayrault, havia declarado que os chanceleres dos países-membros da União Europeia iriam discutir opções para aumentar a pressão sobre o presidente sírio, Bashar Assad, e seus aliados.

    O conflito sírio acontece desde março de 2011 e, segundo os dados da ONU, já causou mais de 220 mil mortes.

    Mais:

    'Nenhum dos países da UE pensou em introduzir sanções contra Rússia por causa da Síria'
    Deputado alemão se opõe às sanções contra Rússia por causa da Síria
    Mídia: Alemanha discute novas sanções contra Rússia por causa da situação na Síria
    Tags:
    conflito, repressão, sanções, Bashar Assad, Jean-Marc Ayrault, Síria, União Europeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar