10:49 07 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1138
    Nos siga no

    A patrulha marítima das fronteiras russas foi obrigada a abrir fogo contra a tripulação de um navio de pesca norte-coreano após uma inspeção de rotina ter se degenerado em violência, segundo informou neste sábado (15) o Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB). Um pescador morreu e nove ficaram feridos.

    Segundo o comunicado, o incidente aconteceu na sexta-feira à noite às 22:20, horário de Moscou (19:20 GMT), na zona econômica exclusiva da Rússia no Extremo Oriente do país. 

    Um destacamento da guarda costeira russa parou a embarcação, que tinha 48 tripulantes, e encontrou carregamentos de pesca ilegal a bordo. Os norte-coreanos regiram agressivamente, feriram um dos russos na cabeça e tentaram fugir com os guardas que estavam no navio. 

    Após “vários tiros de advertência para parar”, os agentes do FSB abriram fogo “em legítima defesa”, de acordo com o comunicado, para evitar que os pescadores “se apoderassem das armas” dos guardas russos e os ferissem ainda mais. 

    Além do guarda de costeira russo, nove pescadores norte-coreanos ficaram feridos. Um deles morreu mais tarde no hospital.

    O FSB já "informou o Consulado Geral da República Popular Democrática da Coreia na cidade [russa] de Vladivostok sobre o uso de armas e as medidas tomadas".

    Mais:

    Chefe do Pentágono: Rússia e Coreia do Norte representam ameaça nuclear para os EUA
    Argentina afunda barco chinês por pesca ilegal
    Tags:
    guarda costeira, tiros, pesca ilegal, pescadores, zona econômica exclusiva, Serviço Federal de Segurança (FSB), Coreia do Norte, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar