13:57 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Terroristas na Síria

    Ministro russo: 'Recusa dos EUA de cooperar com a Rússia na Síria beneficiou terroristas'

    © AFP 2019 / Fadi al-Halabi
    Mundo
    URL curta
    6111
    Nos siga no

    A recusa dos EUA de cooperar com a Rússia na Síria beneficiou terroristas, disse o vice-ministro da Defesa russo, Anatoly Antonov, durante o VII Fórum Xiangshan sobre segurança, em Pequim.

    Ele disse estar desapontado com o fato dos acordos, celebrados a duras penas pelos chefes da diplomacia de Moscou e de Washington, terem sido violados pelos Estados Unidos.

    “Os americanos se recusaram — ou então são simplesmente incapazes disso — a separar a oposição, que cooperava com a coalizão internacional antidaesh, dos terroristas da Frente al-Nusra, bem como a desbloquear a estrada de Castello, uma das mais importantes artérias humanitárias de Aleppo”, disse Antonov.

    Segundo o vice-ministro, os partidários da guerra em Washington venceram, ao provocar o rompimento, em 3 de outubro, do diálogo bilateral com a Rússia para a solução da crise na Síria. 

    “Esse passo desperta desapontamento e decepção. Não quero acreditar, que Washington abandonou totalmente a diplomacia e decidiu por uma solução militar do conflito na Síria. Os terroristas se beneficiam de ações destrutivas como essa de Washington. Por isso é importante deixar as emoções de lado e, mais uma vez, pesar todos os prós e os contras do combate conjunto ao terrorismo. A palavra agora está com Washington”, resumiu Antonov. 

    Em 3 de outubro os EUA anunciaram, de modo unilateral, o fim da cooperação com a Rússia para a solução da crise na Síria. Segundo os porta-vozes de Washington, a partir daquele momento, somente os canais de comunicação militares permanecem ativos, para evitar conflitos entre os dois países no espaço aéreo sírio. Os EUA acusaram a Rússia de descumprir acordos bilaterais. 

    O ministério das Relações Exteriores da Rússia, ao comentar essa decisão, declarou estar profundamente decepcionado. Segundo a chancelaria russa, a decisão de Washington de interromper a cooperação com Moscou na Síria é uma prova de que os Estados Unidos são incapazes de cumprir os compromissos assumidos em acordos bilaterais, entre os quais estariam a separação da oposição “moderada” dos militantes terroristas na Síria.

    Mais:

    Turquia quer unir Rússia, EUA e Irã na Síria (EXCLUSIVA COM PREMIÊ TURCO)
    Rússia enviou S-300 à Síria após interceptar planos dos EUA de atacar bases sírias
    Zakharova: Rússia e EUA ainda possuem meios de evitar conflito direto na Síria
    The National Interest: EUA não estão preparados para um confronto com Rússia na Síria
    Rússia: EUA estão dispostos a 'fazer pacto com o diabo' para derrubar Assad
    Tags:
    cooperação bilateral, cessar-fogo, Guerra Civil Síria, Anatoly Antonov, Síria, China, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar