01:52 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Casa branca

    EUA condenam 'nos mais fortes termos' o atentado em Israel

    © flickr.com/ Andrew Nash
    Mundo
    URL curta
    10412

    Os Estados Unidos condenam "nos mais fortes termos" o recente atentado em Jerusalém, que deixou duas pessoas mortas. A declaração é do porta-voz do Departamento do Estado, Mark Toner, neste domingo (9).

    "Os Estados Unidos condenam nos 'mais fortes termos' o ataque terrorista que aconteceu hoje em Jerusalém", afirmo ele. 

    Anteriormente, no começo deste domingo, um árabe abriu fogo contra civis na estação de bonde e foi perseguido pela polícia, resultando em duas mortes — um policial e uma mulher — e oito feridos. 

    O atirador foi baleado e identificado como um árabe de 39 anos que tinha a cidadania israelense. O movimento islâmico palestino Hamas reivindicou a responsabilidade pelo ataque, dizendo que o agressor era um de seus ativistas.

    O ataque ocorreu dois dias antes da celebração feriado do Yom Kippur, o dia do Grande Perdão judeu, e da festa do Sucot, na próxima semana. As medidas de segurança foram reforçadas para  o período das celebrações. No ano passado, este período esteve marcado por vários atentados, sobretudo em Jerusalém.

    Uma pesquisa divulgada recentemente pelo site de informação israelense Walla mostrou que 64% dos israelenses acreditam que nunca haverá um acordo de paz com os palestinos. Apenas 24% dos israelenses acham que se pode chegar a um acordo de paz. 



    Mais:

    Israel intercepta veleiro das 'Mulheres rumo a Gaza'
    Israel responde a foguete do Hamas com bombardeios em Gaza
    Rússia busca intermediar negociação histórica entre Israel e Palestina
    Hamas comemora morte do 'criminoso' ex-presidente de Israel
    Tags:
    terrorista, ataque, atentado, Hamas, Mark Toner, Jerusalém, Israel, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik