09:10 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Um ano da operação russa na Síria (24)
    5153
    Nos siga no

    Moscou não irá interferir nos assuntos internos da Síria e a Força Aeroespacial Russa irá sair do país após a restauração da paz e da estabilidade. Quem afirma é o chefe do Comitê de Relações Exteriores do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo), Konstantin Kosachev.

    Uma delegação multinacional de empresários que participa do programa 'Inside the Kremlin' [Por Dentro do Kremlin, em português] se reuniu com Kosachev nesta quarta-feira (5).

    "Nós definitivamente não vamos interferir nos assuntos internos da Síria. A Rússia vai sair da Síria após a restauração da lei e da estabilidade", afirmou o senador. 

    Segundo ele, se o povo sírio tiver a oportunidade de determinar a maneira de determinar a formação da autoridade no país, "eles vão conseguir fazê-lo por si mesmos".

    Kosachev observou que o acordo entre a Rússia e o Ocidente sobre o cessar-fogo na Síria falhou, pois a Europa e os Estados Unidos, em primeiro lugar, têm perseguido o objetivo de mudar o regime em Damasco ao invés de combater o terrorismo. 

    A delegação empresarial foi representada por quase 50 empresas de mais de 15 países, incluindo os Estados Unidos, Alemanha, Índia, Suíça e Arábia Saudita. 

    Tema:
    Um ano da operação russa na Síria (24)

    Mais:

    Rússia confirma o envio do sistema de defesa S-300 à Síria
    The National Interest: EUA não estão preparados para um confronto com Rússia na Síria
    Mídia: EUA suspeitam que Rússia tenha instalado mísseis na Síria contra forças americanas
    'Ataque ao exército sírio pôs fim à cooperação entre Rússia e EUA na Síria'
    EUA suspendem canais bilaterais com a Rússia na República Árabe da Síria
    Tags:
    paz, cessar-fogo, Konstantin Kosachev, Síria, Ocidente, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar