01:43 19 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Tanques ucranianos na região de Donbass

    Kiev dá sinais de que não cumprirá acordo sobre Donbass

    © AP Photo / Irina Gorbaseva
    Mundo
    URL curta
    315

    O vice-ministro da Ucrânia para assuntos dos territórios ocupados, George Tuka, declarou que não haverá uma retirada imediata de suas forças da linha de contato em Donbass.

    O grupo de contato para situação na Ucrânia assinou em 21 de setembro um acordo sobre a retirada de forças e recursos das partes do conflito em Donbass. 

    A dispersão de forças estava prevista para começar em assentamentos das regiões de Donetsk e Lugansk. As autoridades da autoproclamada República Popular de Donetsk informou que a retirada de forças do conflito no assentamento de Petrovsky estava marcada para começar no 1° de outubro às 11h (horário local).    

    "A Missão Especial de Monitoramento da OSCE está observando a situação. Não terá nenhuma retirada de tropas imediata, como temiam as pessoas", escreveu Tuka em sua página do Facebook

    Mais:

    Grupo de Contato para a Ucrânia assina acordo sobre retirada de forças de Donbass
    Ucrânia e EUA firmam acordo de cooperação militar
    Premiê da Ucrânia expõe perspectivas do acordo de gás com a Rússia
    Hollande e Merkel saúdam acordo de cessar-fogo no leste da Ucrânia
    Tags:
    retirada, forças, acordo, Grupo de Contato, Donbass, Kiev, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik