08:46 21 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Celebração do acordo histórico de cessar-fogo entre FARC e governo colombiano nas ruas de Bogotá em 23 de junho

    UE tira FARC de lista das organizações terroristas

    © REUTERS/ John Vizcaino
    Mundo
    URL curta
    512

    A União Europeia decidiu nesta segunda-feira remover as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia da sua lista de organizações consideradas terroristas na sequência da assinatura do acordo definitivo de paz entre o grupo e o governo colombiano, marcado para esta noite.

    "Exatamente hoje, o Conselho da União Europeia tomará a decisão de suspender as FARC de sua lista de organizações terroristas. Essa decisão entrará em vigor mediante a assinatura do Acordo de Paz", afirmou Federica Mogherini, alta representante da UE para Política Externa e Segurança, em comunicado oficial.

    Ainda de acordo com Mogherini, quando for concluído esse tratado de cessar-fogo colombiano, a Europa fará o possível para apoiar efetivamente a implantação dos seus termos.

    "Nós, na verdade, estamos prontos para lançar um pacote de ajuda, incluindo um fundo de segurança no valor de quase 600 milhões de euros, com a contribuição ativa de muitos dos nossos Estados-membros", disse ela.

    A assinatura desse tão aguardado acordo será feita pelo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e pelo líder das FARC, Rodrigo Londoño, na cidade de Cartagena das Índias, às 17h (horário local). A cerimônia contará com a presença de 2.500 convidados, entre os quais estarão entre 17 chefes de Estado, 25 chanceleres e 10 representantes de organizações internacionais. 

    Mais:

    Colômbia: FARC iniciam debate para abandonar luta armada
    Brasil oferece ajuda a Colômbia em acordo de paz com as Farcs
    Presidente da Colômbia anuncia cessar-fogo definitivo com as FARC
    Washington reconhece papel de Cuba na resolução do conflito com as FARC na Colômbia
    Tags:
    cessar-fogo, paz, FARC, União Europeia, Rodrigo Londoño, Juan Manuel Santos, Federica Mogherini, Cartagena, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik