12:41 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Temer na ONU 1

    Cristovam Buarque pensa que Temer agiu bem ao explicar à ONU o impeachment

    Jewel Samad/AFP
    Mundo
    URL curta
    11413

    O Senador Cristovam Buarque (PPS-DF) considera que o Presidente Michel Temer adotou uma atitude muito sensata ao explicar, na sessão de instalação da 71.ª Assembleia Geral da ONU, como se deu o processo de impeachment de Dilma Rousseff. Segundo Temer, todo o processo de afastamento de Dilma aconteceu dentro das normas constitucionais.

    Em entrevista à Sputnik, Cristovam Buarque declarou que Michel Temer escolheu a ocasião certa e a oportunidade adequada para explicar ao mundo que o afastamento de Dilma Rousseff e a sua ascensão à Presidência da República aconteceram de acordo com os procedimentos determinados pela Constituição Federal de 1988.

    “Não foi a primeira vez que o Brasil afastou um presidente da República em decorrência de impeachment”, diz o senador, lembrando o impedimento de Fernando Collor de Mello, em 1992. “Em nenhuma das duas ocasiões, o Brasil sofreu qualquer abalo institucional. Os dois processos transcorreram dentro das normas legais, sem quaisquer abalos à legislação.”

    Outra fala de Michel Temer na ONU assinalada pelo Senador Cristovam Buarque foi a relacionada à receptividade, pelo Brasil, dos migrantes e refugiados:

    “O presidente foi muito feliz ao destacar que o Brasil não irá construir muralhas nem tampouco erguer barreiras contra pobres migrantes e contra refugiados políticos. O Brasil é um país que está sempre de portas abertas para receber essas pessoas perseguidas.”

    O aspecto econômico da fala de Temer mereceu, igualmente, destaque por parte de Cristovam Buarque:

    “O país está precisando de investimentos. Temer fez muito bem em chamar esses investimentos para o Brasil.”

    Para o parlamentar, outro acerto do presidente foi salientar o funcionamento harmônico e independente dos três Poderes da República (Executivo, Legislativo e Judiciário) e a força legal que tem sido demonstrada pelo Ministério Público:

    “Isto mostra ao mundo como o Brasil está forte democrática e institucionalmente. Estamos saindo de um processo político rumoroso de substituição de presidente da República, e tudo transcorreu dentro de todas as normas do Estado de Direito.”

    Mais:

    Pós-Dilma: Temer leva à ONU compromisso do Brasil com a Democracia
    Temer reitera adesão do Brasil ao Acordo de Paris sobre Mudança do Clima
    Temer defende reforma no Conselho de Segurança em discurso na ONU
    Michel Temer defende na ONU a constitucionalidade do impeachment
    Para CUT, discurso de Temer na ONU repete clichês para justificar impeachment de Dilma
    Tags:
    impeachment, Assembleia Geral da ONU, Cristovam Buarque, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik