22:25 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Verkhovna Rada, parlamento da Ucrânia

    Kiev não irá considerar anistia de combatentes do conflito em Donbass

    © Sputnik/ Nikolay Lazarenko
    Mundo
    URL curta
    305

    A vice-chefe da Suprema Rada (parlamento ucraniano) e representante do subgrupo humanitário de Kiev para resolver a situação no leste do país do país, Irina Gerashenko, afirmou que a questão da anistia para combatentes do conflito de Donbass não será analisada até o fim da "fase aguda do conflito".

    As autoridades de Donbass insistem na adoção de uma lei de anistia por parte de Kiev e na necessidade de evitar parte das acusações contra participantes do conflito de Donbass. O governo ucraniano, no entanto, afirma que a anistia dos combatentes só será possível após a realização de eleições democráticas nos territórios não controlados por Kiev e na restauração do poder judicial.

    Ao mesmo tempo, as autoridades ucranianas acreditam que a anistia não deve contemplar aqueles que cometeram crimes graves.

    "O que estão tentando no empurrar agora? Adotar a anistia no meio do conflito para os criminosos. Obviamente, isso não vai acontecer. O parlamento da Ucrânia e a sociedade ucraniana está disposta a debater, mas é claro que a anistia pode ocorrer, como em qualquer país, quando a fase aguda do conflito acabar", disse Gerashchenko na TV ucraniana. 

    Mais:

    Lavrov pede a Steinmeier para garantir controle da trégua em Donbass
    OSCE: sistema antiaéreo ucraniano viola regras de remoção de armas em Donbass
    Grupo de menores sabotadores ucranianos detido em Donbass
    OSCE: não há tropas russas em Donbass
    Aliado de Poroshenko declara que Kiev pode ter subestimado os riscos em Donbass
    Tags:
    anistia, conflito, Kiev, Donbass, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik