05:08 18 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidenciável democrata Hillary Clinton

    Opinião: voto na Hillary Clinton é um voto pela guerra contra Rússia e China

    © AP Photo/ John Locher
    Mundo
    URL curta
    42214

    A candidata presidencial dos EUA pelo Partido Democrata, Hillary Clinton, acredita cegamente no excepcionalismo americano para justificar a guerra e pode muito bem desencadear um conflito armado com a China e a Rússia. Quem afirma é o colunista do Huffington Post, Bruce Fein.

    "Se você acredita que a guerra dos EUA contra a Rússia e a China, não declarada pelo Congresso, é necessária para cumprir uma missão divina pela liberdade, a justiça, a dignidade e a civilização dos povos russos e chineses, então vote na candidata à presidência dos democratas, Hillary Clinton", escreveu ironicamente Fein. 

    Ele afirmou que a convicção arrogante dos democratas de que "os Estados Unidos são a locomotiva da humanidade e que o resto do mundo são vagões de freio" uma vez levou à Guerra do Vietnã.

    A publicação destacou também que as representações de Clinton sobre conceitos como paz, progresso e liberdade, podem ser rastreada em seu trabalho como senadora, secretária de Estado e candidata à presidência.

    "Ela apoiou e apoia a guerra — ou seja, a legitimação de assassinatos — no Afeganistão, Iraque, Iêmen, Somália e Líbia", diz o colunista.

    Enquanto isso, a intervenção militar dos EUA nos conflitos nesses países, de acordo com o jornalista, só aumentou em vez de diminuir o caos.

    "Hillary Clinton está pronta para desencadear uma guerra com a Rússia, a China e, na verdade, com qualquer Estado que não quiser desempenhar o papeç de um 'vagão' em seu jogo", conclui o colunista. 

    Mais:

    Daily Mail: Clinton preferia jantar com Putin em vez de jantar com Trump
    Hillary Clinton recusa convite de presidente para visitar México
    Hillary Clinton fala em 'ameaça' de interferência russa nas eleições dos EUA
    Clinton diz que Trump tem 'atração bizarra' por ditadores
    FBI divulgou relatório sobre e-mails de Hillary Clinton
    Tags:
    guerra, The Huffington Post, Hillary Clinton, China, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik