16:46 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban

    Premiê da Hungria, ao comentar Brexit, afirmou não existir um 'povo europeu'

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Mundo
    URL curta
    Brexit: reações e consequências (121)
    390

    O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, em visita à Polônia, disse achar que a saída da Grã-Bretanha da UE está relacionada com a tentativa de forçar uma "identidade europeia" ao país, o que acabou sendo rejeitado pela população, pois "não existe um povo europeu".

    "Hoje não é considerado na moda ser polonês, tcheco, húngaro. Ser cristão. Para substituir as identidades antigas, surgiu uma nova, europeia. Estão fazendo de tudo para promover isso. Mas os britânicos falaram "não", quiseram permanecer britânicos. Isso foi um momento grandioso, uma revolução cultural. A identidade nacional e a religião ainda desempenham o seu papel… Não existe um povo europeu", disse Orbán, durante um encontro com o líder do partido governista da Polônia, Jaroslaw Kaczynski.

    O premiê húngaro também destacou que, segundo ele, justamente por possuir uma identidade nacional, os poloneses "tiveram melhores resultados", do que os húngaros nos últimos anos. "Tudo isso, porque vocês possuem uma identidade forte", disse o político.

    Tema:
    Brexit: reações e consequências (121)
    Tags:
    Brexit, Jaroslaw Kaczynski, Viktor Orbán, UE, Europa, Grã-Bretanha, Polônia, Hungria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar