23:13 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Candidatos à presidência norte-americana Hillary Clinton do Partido Democrata e Donald Trump do Partido Republicano (foto de arquivo)

    Liderança de Clinton sobre Trump recuou para os níveis de julho

    © REUTERS / David Becker/Nancy Wiechec
    Mundo
    URL curta
    371

    Hillary Clinton, candidata à presidência dos EUA pelo Partido Democrata, lidera em 5% sobre o seu concorrente do Partido Republicano, Donald Trump. A estatística praticamente recuou para os níveis demonstrados durante as primárias, segundo cinco pesquisas eleitorais.

    A emissora CNN divulgou resultados de cinco pesquisas eleitorais, realizadas entre 9 e 30 de agosto, e chegou a conclusão de que o apoio a Clinton, neste momento, é de 42% contra 37% do Trump. As pesquisas realizadas semanas antes, entretanto, mostravam uma liderança de 10% de Clinton, que tinha 49% das intenções de voto, contra 39% de Trump.

    “Essa mudança significa que a corrida recuou para o mesmo nível verificado durante as eleições primárias nos partidos em julho”, destacam os autores da pesquisa, lembrando que, na ocasião, a liderança de Clinton sobre Trump consistia em uma média de 4%.

    Clinton armazenou correspondência oficial do seu mandato de secretária de Estado em um servidor pessoas, o que motivou abertura de investigações por parte da FBI. O incidente, ocorrido em 2013, continua repercutindo na imprensa e, segundo analistas, é o principal motivo no recuo da candidata nas pesquisas.

    Mais:

    O escândalo que pode pôr fim à campanha de Hillary Clinton
    Líder de partido francês chama Hillary Clinton de 'fonte de guerras'
    Nem Hillary nem Trump: Ex-agente da CIA lança campanha alternativa à Presidência dos EUA
    Hillary lança anúncio bizarro de propaganda insinuando que Trump é um agente russo
    Pesquisas mostram Hillary Clinton à frente de Donald Trump
    Tags:
    pesquisa, eleições presidenciais, eleições nos EUA, Partido Democrata, Partido Republicano, Donald Trump, Hillary Clinton, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik