20:27 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 04
    Nos siga no

    Um jovem de 15 anos, preso no último domingo, dia 21, no Iraque antes que pudesse realizar um atentado suicida na cidade de Kirkuk, disse ter sido "sequestrado, sedado e forçado" pelos militantes do Daesh para cometer o ataque, informou Agência Brasil.

    As informações são da Agência Ansa. Vestido com a camisa de seu ídolo no futebol, o argentino Lionel Messi, o rapaz, que não teve a identidade divulgada, estava com um cinto de explosivos por baixo da camiseta e chorava muito quando foi parado por soldados. Uma hora antes, seu irmão havia falecido em uma ação semelhante em uma mesquita que deixou ao menos duas pessoas feridas, informou a polícia local.

    Ainda de acordo com as autoridades iraquianas, os dois irmãos foram "treinados" e forçados pelo próprio pai a se juntar ao grupo. Os jovens são originários de Mossul, reduto do Daesh no norte do Iraque.

    Mais:

    Mídia: Daesh planeja atacar Antália
    Exército iraquiano declara nova vitória contra Daesh
    Daesh utiliza armas químicas na área de Mossul contra exército iraquiano
    Turquia promete aniquilar Daesh de seu território
    Cidade iraquiana livre do Daesh vira fantasma (FOTOS)
    Tags:
    terrorismo, atentado suicida, Daesh, Mossul, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar