02:59 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    O primeiro-ministro da Turquia Binali Yildirim

    Governo e oposição da Turquia discutem contraterrorismo e emendas constitucionais

    © AP Photo / Burhan Ozbilici
    Mundo
    URL curta
    0 01

    O primeiro-ministro turco Binali Yildirim se reuniu nesta segunda-feira (22) com líderes de partidos da oposição CHP e MHP para discutir medidas antiterrorismo e emendas constitucionais, segundo relatou a imprensa local.

    Segundo o jornal Hurriyet, Yildirim se reuniu por 3 horas com Kemal Kilicdaroglu, do Partido Republicano Popular (CHP), e com Devlet Bahceli, do Partido do Movimento Nacionalista (MHP), em sua residência oficial, o Palácio Cankaya, em Ancara, pela segunda vez desde a tentativa de golpe em 15 de julho. 

    Os três líderes discutiram os esforços de contraterrorismo da Turquia e os últimos acontecimentos na Síria e no Iraque, bem como um pacote de emendas constitucionais.

    Em 19 de julho, Yildirim realizou duas reuniões separadas com Kilicdaroglu e Bahceli no Palácio Cankaya. Em 1º de agosto, o primeiro-ministro se encontrou com o líder do CHP na sede do seu partido e com o líder do MHP no Parlamento para discutir os decretos-leis emitidos sob o estado de emergência declarado após a tentativa de golpe, que provocou a prisão de cerca de 26.000 pessoas e deixou mais de 260 mortos.

    Mais de 50.000 juízes, funcionários públicos e educadores foram suspensos sob o estado de emergência, e milhares de outras pessoas ainda estão sob investigação.

    Mais:

    Turquia admite participação de Assad em governo de transição sírio
    Turquia nomeia novo embaixador na Rússia
    Papa Francisco lamentou atentado na Turquia
    Erdogan culpa Daesh por atentado em casamento na Turquia
    Gulen não acredita que será extraditado dos EUA para Turquia
    Tags:
    estado de emergência, tentativa de golpe, emendas constitucionais, contraterrorismo, MHP, CHP, Devlet Bahceli, Kemal Kilicdaroglu, Binali Yildirim, Ancara, Iraque, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar