21:57 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Canhão e bandeira ucraniana em Donbass

    Ativistas criam rede de acompanhamento do processo de paz em Donbass

    © AP Photo / Evgeny Maloletka
    Mundo
    URL curta
    0 41

    Ativistas da Rússia, Alemanha, Suiça, Ucrânia, Polônia e França fundaram uma rede de acompanhamento do processo de paz em Donbass para obrigar as autoridades ucranianas a cumprir com os Acordos de Minsk. A informação foi divulgada pelo vice-chefe do Conselho de Direitos Humanos da presidência russa, Mikhail Fedotov.

    "Os ativistas planejam criar nos próximos meses uma rede para acompanhar o processo de paz", destacou Fedotov. 

    De acordo com ele, o objetivo é colocar pressão sobre as autoridades ucranianas a cumprirem os acordos Minsk. A iniciativa foi lançada em meados do ano passado pela associação russa 'Mulheres de Don'.

    Posteriormente defensores de direitos humanos da Alemanha, Suíça, Ucrânia, Polônia e França se juntaram ao grupo. 

    "Como contrapeso aos partidários da guerra deve aparecer o partido da paz que aglutine ativistas da Rússia, Ucrânia, França, Alemanha e outros países, entre eles as autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk", destacou Fedotov.  

    Em abril de 2014 Kiev lançou uma operação militar na províncias de Donetsk e Lugansk para reprimir os focos de contestação ao golpe de Estado ocorrido na Ucrânia em fevereiro daquele ano.

    Atualmente, está em vigor um regime de cessar-fogo, mas tanto Kiev, quanto as autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk, relatam violações da trégua constantemente. 

    Segundo os dados da ONU, o conflito no leste da Ucrânia já causou a morte de mais de 9.500 mortos e mais de 22 mil feridos. 

    Mais:

    Hollande, Merkel e Poroshenko: a solução para crise em Donbass deve ser política
    Líder do Cazaquistão diz para Putin que Poroshenko está pronto para acordos sobre Donbass
    Kiev aumenta espionagem aérea sobre Donbass
    Combates poderão recomeçar na região de Donbass
    Tags:
    processo de paz, Acordos de Minsk, ONU, Donbass, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar