20:22 18 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Comissárias de bordo da Malaysia Airlines

    Apresentada nova versão sobre desaparecimento de Boeing da Malaysia Airlines

    © AP Photo /
    Mundo
    URL curta
    304

    O Ministério da Defesa da Austrália publicou nesta terça-feira (9) novas informações sobre o Boeing 777 da Malaysia Airlines, desaparecido em 8 de março de 2014 quando viajava de Kuala Lumpur para Pequim pelo voo MH370, com 227 passageiros e 12 membros da tripulação a bordo.

    A entidade acredita que a aeronave tenha caído no Oceano Índico, em grande velocidade. Sinais automáticos emitidos minutos antes do desaparecimento indicam que o Boeing “caia muito rápido – numa velocidade de 20 mil pés por minuto (6069 metros por minutos)”.

    Investigadores chegaram à conclusão de que o acidente aconteceu depois que o avião ficou sem combustível e seus dois motores pegaram fogo – “primeiro o esquerdo e, 15 minutos depois, o direito”.

    O porta-voz do Departamento de Segurança nos Transportes da Austrália, Greg Hood, declarou que a análise de dados indica para uma queda descontrolada, sem ação do piloto. Nas suas palavras, a velocidade normal de uma aeronave durante a aterrissagem é de dois mil pés (609 metros) por minuto. o Boeing 777 da Malaysia Airlines, no entanto, percorreu 10668 a uma velocidade entre 3658 e 6096 metros por minuto.

    Até então, especialistas do Departamento australiano acreditavam que os pilotos do MH370 puderam ter mantido o controle do avião até o último momento de sua queda.

    Mais:

    Possíveis destroços do MH370 são encontrados no sul da África
    Tags:
    queda, Boeing, Malaysia Airlines, Oceano Índico, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik