19:12 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Um homem vê uma reportagem sobre o lançamento do foguete planejado na Coreia do Norte; a televisão mostra imagens de arquivo do foguete da Coreia do Norte Unha-3 que foi lançado em 2012, na estação ferroviária em Seul, em 03 de fevereiro de 2016

    Cientistas russos analisam planos norte-coreanos para pousar na Lua

    © AP Photo / JUNG YEON-JE
    Mundo
    URL curta
    1482

    Na quinta-feira, sênior funcionário norte-coreano disse à AP que a Coreia do Norte está planejando fincar sua bandeira nacional na superfície da Lua na década que vem. Especialistas em foguetes russos dão o seu ponto de vista sobre tais ambições.

    Em declarações à AP, Hyon Kwang Il, diretor do departamento de pesquisa científica da Administração nacional de Desenvolvimento de programas aeroespaciais da Coreia do Norte, disse à agência de notícias que apesar de todos os países estarem tentando impedir a realização desses planos, a República Popular Democrática da Coreia fincará sua bandeira na Lua.

    No entanto, analistas russos estão pessimistas sobre as ambições norte-coreanas. Vladimir Dvorkin, ex-diretor do Instituto Central de Pesquisa do Ministério da Defesa russo, acredita ser pouco provável que a Coreia do Norte conduza a exploração lunar.

    O engenheiro, que participou de programas de mísseis da União Soviética desde o início dos anos 1960, frisou que não acredita que a Coréia do Norte tenha “a capacidade tecnológica para criar um veículo de lançamento superpesado, nem uma nave espacial que possa levá-los à Lua”. O problema principal dos voos espaciais é que para enviar uma carga de 1 quilo ao espaço, é utilizada cerca de uma tonelada de combustível.

    O site russo, Gazeta.ru, comparou o foguete norte-coreano Unha-3 com foguetes lunares criados pelos EUA e pela União Soviética nos anos 60 do século passado:

    "O peso inicial do foguete americano Saturn 5 era de 2.965 toneladas. O peso inicial do foguete N1 Soviético era de 2.950 toneladas e tinha um diâmetro de 17 metros. Finalmente, o peso do mais potente e moderno foguete transportador russo, Energiya, era de 2.400 toneladas <…> Sendo assim, o foguete norte-coreano, pesando 91 toneladas, parece ser mais leve que o normal", concluiu Gazeta.ru.

    Mais:

    Coreia do Norte acusa EUA de prepararem ataque nuclear
    Japão dá ordem de intercepção de mísseis da Coreia do Norte
    Coreia do Norte é uma ameaça, China é preocupante, mas o que pensa o Japão sobre a Rússia?
    Tags:
    comentário, espaço, Lua, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik