08:27 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Mar do Sul da China

    Primeira visita de navio dos EUA ao porto chinês após decisão sobre mar do Sul da China

    © REUTERS / U.S. Navy/File Photo
    Mundo
    URL curta
    6615

    Na manhã desta segunda-feira, o destróier USS Benfold, da marinha norte-americana, chegou ao porto da cidade chinesa Qingdao.

    É a primeira vez que isso acontece desde a decisão apresentada pelo tribunal de arbitragem de Haia. Segundo veredicto, a China não deve ter pretensões territoriais no mar do Sul da China, zona de grande importância estratégica.  

    As informações são da agência de notícias Associated Press.

    A visita do navio dos EUA tem por objetivo estabelecer relações com a marinha chinesa, informa Justin Hearts, representante da marinha norte-americana.

    Segundo ele, o Comando do Pacífico das forças armadas dos EUA é responsável por solucionar questões de possíveis tensões no mar do Sul da China.

    China e vários outros países da região, inclusive Japão, Vietnã e Filipinas, possuem discordâncias quanto às fronteiras marítimas e zonas de responsabilidade no mar do Sul da China e mar da China Oriental. As autoridades chinesas acreditam que as Filipinas e o Vietnã usam propositalmente apoio norte-americano para aumentar tensões na região.

    Em janeiro de 2013, as Filipinas, unilateralmente, apresentaram uma queixa ao tribunal de arbitragem a fim de resolver assuntos em torno da disputa territorial no mar do Sul da China. Desde o início, a China anunciou que não acatará com o veredicto, pois considera, essa queixa unilateral, ilegítima.

    As Filipinas afirmam ter tentado várias vezes, sem sucesso, solucionar a disputa por meio de negociações com a China. Sendo assim, Manila se viu obrigado a levar o caso ao tribunal de arbitragem.

    Vale lembrar que em meados de julho, a Corte Permanente de Arbitragem de Haia determinou que a China não possui base legal para reclamar seus direitos históricos sobre o mar do Sul da China nos limites da “linha das nove raias”. Em resposta, a China anunciou que não reconhece e nem aceita a decisão. 

    Mais:

    Índia nem sequer discute patrulhamento conjunto com EUA no Mar do Sul da China
    ASEAN apela à contenção nas disputas no mar do Sul da China
    Tags:
    tribunal internacional, disputa territorial, porto, corte, Marinha, Tribunal Permanente de Arbitragem de Haia, Associated Press, Mar da China Oriental, Mar do Sul da China, Vietnã, Filipinas, China, EUA, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik