12:02 17 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Veículo de artilharia ucraniano nas proximidades de Donetsk

    Combates poderão recomeçar na região de Donbass

    © AP Photo / Evgeniy Maloletka
    Mundo
    URL curta
    11312

    Se as autoridades ucranianas não cumprirem os primeiros três pontos dos acordos de Minsk, as hostilidades recomeçarão em Donetsk, declarou o representante plenipotenciário da República Popular de Donetsk, Denis Pushilin, ao jornal russo Isvestia.

    Os primeiros pontos dos acordos de Minsk implicam um cessar-fogo total nas regiões Donetsk e Lugansk, a separação das tropas da linha de contato, o monitoramento, a verificação do cessar-fogo e a retirada das armas pesadas por parte da OSCE.

    De acordo com Pushilin, a situação na região se torna cada vez mais complicada. O representante plenipotenciário da RPD observou que a parte ucraniana “não cumpre as suas obrigações".

    "A situação continua tensa, em qualquer momento ela pode entrar em erupção e se transformar em um confronto direto. Se a Ucrânia cumprir, pelo menos, os primeiros três pontos de Minsk-2, na região de Donbass em breve começarão confrontos abertos" – cita o Izvestia as palavras de Pushilin.

    Kiev iniciou uma operação militar contra as Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk em abril de 2014. De acordo com estatísticas da ONU, as vítimas do conflito já tornaram mais de 9,4 mil pessoas.

    Mais:

    Donetsk informa número de mortos em julho por bombardeios de Kiev
    Exército ucraniano avança no território da República Popular de Donetsk
    Dirigente de Donetsk espera mudança da situação na região
    Tags:
    Acordos de Minsk, guerra, OSCE, Denis Pushilin, República Popular de Donetsk
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar