10:17 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Aleppo, Síria, em 1 de agosto de 2016

    Rebeldes apoiados pelos EUA foram responsáveis por ataque químico em Aleppo

    © REUTERS / Abdalrhman Ismail
    Mundo
    URL curta
    9120

    Militantes do grupo Harakat Nour al-Din al-Zenki, que faz parte da chamada "oposição moderada" apoiada por Washington, foram os responsáveis por lançar ontem um ataque com gás venenoso que matou sete pessoas e deixou várias doentes e feridas na cidade de Aleppo, segundo informou o Centro para a Reconciliação na Síria russo nesta quarta-feira.

    "Em 2 de agosto, um distrito residencial foi atacado com substâncias venenosas a partir da área controlada por militantes do Harakat Nour al-Din al-Zenki, considerados pelos EUA como 'oposição moderada'", afirmou o chefe do centro, general Sergei Chvarkov.

    De acordo com Chvarkov, os militares americanos foram informados sobre o ataque dos rebeldes.

    Além dos sete mortos, pelo menos 23 pessoas foram hospitalizadas com sintomas de sufocamento e queimaduras. 

    Mais:

    Liberação de Aleppo pode quebrar planos dos EUA na Síria
    Moscou: Washington faz de tudo para minar parcerias entre Rússia e EUA sobre Síria
    EUA pedem que Rússia influencie Síria para abster-se de operações ofensivas
    Washington lamenta perdas humanas após queda de avião russo na Síria
    Tags:
    Harakat Nour al-Din al-Zenki, Sergei Chvarkov, Aleppo, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar