16:14 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Prisão

    Britânico que atacou Trump pode morrer na prisão

    © flickr.com/ Thomas Hawk
    Mundo
    URL curta
    0 44011

    Um britânico que em junho tentou matar a tiro o bilionário e presidenciável dos Estados Unidos Donald Trump atualmente está em uma prisão americana e sua mãe está preocupada com a vida dele.

    O criminoso Michael Sandford tem doença de autismo e, de acordo com a sua mãe Lynne, as autoridades durante as últimas três semanas têm-no observado, receando que o prisioneiro possa cometer suicídio. A situação é agravada pelo fato de ele já ter tentado fazer isso quando tinha 14 anos.

    A mulher acha que seu filho "tentou cometer um mau ato, mas ele está psicologicamente doente, ele não é uma pessoa má e não é perigoso". De acordo com as suas declarações à Reuters, atualmente o seu filho está em estado psicológico grave e quer muito retornar para sua pátria.

    O incidente com o atual prisioneiro teve lugar na cidade de Las Vegas, quando Michael Sandford, de 19 anos de idade, tentou tirar a arma de um policial. Ele disse que gostaria de receber um autógrafo de Trump, mas durante a conversa com o policial tentou tirar a pistola dele. Antes, o homem declarou que tinha planejado o crime durante um ano — ele não sabia atirar, mas um dia antes do incidente tomou aulas de tiro.

    Sandford tinha opinião que morreria durante o atentado à vida do bilionário.

    Os Serviços Secretos dos Estados Unidos, que protegem Trump, tinham também informado que Sandford enfrenta até 10 anos de prisão por atacar um policial.

    Tags:
    atentado, Donald Trump, Reino Unido, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik