06:18 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Zona de exclusão de Chernobyl

    Ucrânia planeja construir usina solar em Chernobyl

    © Sputnik/ Alexei Furman
    Mundo
    URL curta
    151

    A Ucrânia está procurando usar a zona de exclusão, imprópria para vida humana.

    O acidente de Chernobyl ocorreu há trinta anos. O nível de contaminação radioativa em algumas áreas ao redor da estação está perto da normal. No entanto, uma região com área igual à do Luxemburgo permanecerá imprópria para a vida humana por centenas de anos.

    Nesta zona, crescem ativamente as populações de animais silvestres e a vegetação se torna mais rica. Mas não há nada de útil para o homem: não pode caçar animais, não pode coletar cogumelos, bagas e frutos – tudo isso contem radionuclídeos. Mas um dos recursos de Chernobyl pode ser usado sem problemas. É a energia solar.

    Funcionário da Reserva Radioecológica Estatal de Polesie (Bielorrússia) mede o nível de radiação do território da estação de pesquisa Maçany
    © Sputnik/ Viktor Tolochko
    As autoridades ucranianas planejam construir uma usina de energia solar na zona de exclusão. O território que pode ser usado para colocar painéis solares fotovoltaicos existe em abundância. A área total inútil é estimada em 2600 quilômetros quadrados.

    "A zona de Chernobyl tem um bom potencial como fonte de energia renovável", disse o ministro ucraniano da Ecologia Ostap Semerak.

    "Aqui há linhas de alta tensão que foram anteriormente utilizadas para transmissão de energia entre usinas nucleares, a terra é muito barata e temos especialistas treinados em trabalhar em usinas de produção de energia elétrica."

    A Ucrânia, cujas usinas usam carvão e gás, está procurando possibilidades de reduzir a dependência de fornecedores externos. Uma solução poderia ser a criação de grandes usinas de energia solar. O nível global de insolação na Ucrânia é maior do que na Alemanha, que é o líder no uso de "energia verde" na Europa.

    Insolation (Video)

    O projeto piloto é bastante modesto. Até o final deste ano na zona de exclusão está prevista a criação de um complexo de energia solar com uma capacidade de 4 MW. Se o projeto piloto for bem sucedido, ele poderia se tornar em um centro para criação de uma usina de muito maior capacidade.

    Mais:

    Ucrânia se transforma de exportadora em importadora de energia
    Crimeia esnoba energia elétrica da Ucrânia: 'Não precisamos dela'
    Tags:
    energia renovável, energia atômica, Chernobyl, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik