05:47 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    O Serviço de Segurança Nacional da Armênia apresentou um ultimato ao grupo armado que ocupou em 17 de julho uma delegacia do sudeste de Erevan.

    "Dizemos aos membros do grupo armado para entregarem as armas e se renderem até às 17h00 (10h00, na hora de Brasília). Caso contrário, as unidades de operações especiais poderão abrir fogo sem aviso e neutralizar qualquer indivíduo armado dentro e fora da delegacia", informou o Serviço.

    Em resposta, grupo armado abriu fogo, morreu um policial. De acordo com Ashot Agaronyan, chefe do serviço da imprensa da policia armênia, o policial morreu na sequência de disparos do grupo que se encontra na delegacia.

    As autoridades armênias advertem a população para que não tente organizar manifestações perto da zona da delegacia, e não crie dificuldades para os agentes. Se os cidadãos desobedecerem a esses requisitos "serão aplicadas todas a medidas previstas na lei da Armênia".

    Mais de 20 homens armados invadiram a delegacia do bairro de Erebuni, em Erevan, no último domingo, exigindo a liberação de Zhirair Sefilyan, militar e ativista político que foi preso no mês passado por posse ilegal de armas, e a renúncia do presidente Serzh Sargsyan. Um policial foi morto e pelo menos outros cinco ficaram feridos durante a invasão.

    Na noite da quinta-feira (21), centenas de pessoas entraram em confronto com a polícia em Erevan usando pedras e outros objetos disponíveis à mão, enquanto as forças de segurança responderam com tiros de advertência, gás e bombas de efeito psicológico.

    Tags:
    delegacia, reféns, Erebuni, Erevan, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar