20:44 19 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    070
    Nos siga no

    Um representante da OTAN morreu na sequência de uma explosão na empresa do consórcio estatal Ukroboronprom, na região ucraniana de Sumy, informa a edição local SpetsKor, citando o serviço de imprensa da promotoria da região.

    Antes, o serviço da imprensa da promotoria militar da Região Central da Ucrânia havia informado que, devido à explosão, tinham morrido três pessoas, duas ficaram feridas. De acordo com dados preliminares, a explosão ocorreu durante o descarregamento de munições entregues para reciclagem.

    "Morreram três pessoas, dois funcionários técnicos e um representante da OTAN. Mais dois trabalhadores ficaram feridos e agora estão no hospital em estado grave", cita a edição o serviço de imprensa da promotoria. A nota diz que explodiram sete unidades de mísseis X-27 "terra-ar".

    Mais tarde Aleksei Lyashenko, procurador militar interino da região de Sumy, declarou que acidente foi causado por "execução negligente de trabalhos de alta perigosidade".

    Yuliana Lazarenko, secretária de imprensa da Região Central da Ucrânia, destacou que o representante da OTAN era cidadão da Ucrânia e responsável pelo processo de desmantelamento das munições.

    Mais:

    Explosão de mina no leste da Ucrânia: pelo menos um morto e nove soterrados
    Explosão durante marcha pacífica na Ucrânia mata duas pessoas
    Grushko: ajuda da OTAN à Ucrânia favorece 'partido da guerra' em Kiev
    'OTAN se fortalece ao ajudar a Ucrânia'
    Tags:
    Ucrânia, OTAN, acidente, exploração, munição
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar