10:29 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia, e Barack Obama, presidente dos EUA (foto de arquivo)

    Prisão de mais jornalistas revela tendência preocupante na Turquia, dizem os EUA

    © AFP 2019 / Pablo Martinez Monsivais
    Mundo
    URL curta
    Tentativa de golpe militar na Turquia (109)
    115
    Nos siga no

    O Departamento de Estado dos EUA disse nesta quarta-feira (27) entender a necessidade da Turquia de prender os autores da recente tentativa de golpe no país, mas afirmou que a detenção de mais jornalistas é parte de uma “tendência preocupante”.

    "Veríamos isso [a prisão de jornalistas] como uma tendência preocupante na Turquia, onde organismos oficiais, de aplicação da lei e da justiça, estão sendo usados para desencorajar o discurso político legítimo", disse o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, John Kirby, em uma entrevista coletiva nesta quarta-feira.

    A Turquia ordenou hoje a prisão de 47 jornalistas, como parte de uma repressão em grande escala sobre os supostos apoiadores do clérigo muçulmano Fethullah Gulen, acusado por Ancara de planejar o golpe militar fracassado no país. Na segunda-feira (25), as autoridades turcas já haviam emitido mandados de prisão para outros 42 jornalistas, 16 dos quais já foram levados sob custódia, segundo relata a Reuters.

    Tema:
    Tentativa de golpe militar na Turquia (109)

    Mais:

    Casa Branca nega participação de general norte-americano no golpe na Turquia
    Braço direito do clérigo acusado por Ancara de planejar golpe é detido na Turquia
    Obama: EUA não sabiam que Turquia enfrentaria um golpe de Estado
    Autoridades turcas detêm sobrinho do suposto organizador do golpe
    Tags:
    prisão, jornalistas, repressão, tentativa, golpe militar, Departamento de Estado, Fethullah Gulen, John Kirby, Recep Tayyip Erdogan, EUA, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar