05:35 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira da Turquia

    Turquia negou entrada a 50 mil potenciais recrutas do Daesh em cinco anos

    © AP Photo / Emrah Gurel
    Mundo
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Nos últimos cinco anos a Turquia negou a entrada a mais de 50 mil estrangeiros de 145 países para evitar possível adesão ao grupo terrorista Daesh (autointitulado Estado Islâmico). Quem afirma é o vice-primeiro-ministro turco, Mehmet Simsek.

    “Nos últimos 4-5 anos negamos a entrada a 51.827 estrangeiros de 145 países por suspeita de poder ingressar nas fileiras dos terroristas como mercenários estrangeiros”, disse Simsek a jornalistas durante a sua visita a Moscou. 

    O Estado Islâmico é hoje uma das principais ameaças à segurança global. Durante três anos, os terroristas jihadistas conseguiram capturar grandes áreas do Iraque e da Síria. 

    Ainda não existe uma frente única contra o Daesh. O grupo terrorista é combatido pelas tropas do governo sírio, apoiado por forças aéreas e espaciais russas, além do exército iraquiano, uma coalizão internacional liderada pelos EUA e os curdos.

    A Turquia faz parte da coalizão internacional na luta contra o Estado Islâmico, liderada pelos Estados Unidos. 


    Mais:

    Turquia quer recuperar relações com a Rússia em todas as esferas
    Casa Branca nega participação de general norte-americano no golpe na Turquia
    Forte incêndio atinge região perto de base da OTAN na Turquia
    Irã vê mão saudita no golpe fracassado na Turquia
    Braço direito do clérigo acusado por Ancara de planejar golpe é detido na Turquia
    Tags:
    terroristas, entrada, Estado Islâmico, Daesh, Mehmet Simsek, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar