19:11 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Distribuição russa de gás

    Gazprom se prepara para reiniciar gasoduto Corrente Turca

    © Sputnik / Ilya Pitalev
    Mundo
    URL curta
    0 121
    Nos siga no

    O gigante energético russo Gazprom anunciou que está pronto para discutir a retomada do projeto do gasoduto Corrente Turca e está aguardando que Ancara dê o próximo passo, afirmou nesta terça (26) Aleksandr Medvedev, vice-presidente da empresa.

    No começo do dia, as autoridades russas e turcas discutiram o projeto mas não conseguiram chegar a uma decisão. O vice-ministro da Energia russo, Yury Sentyurin, comunicou que mais tarde serão realizadas negociações sobre aspetos específicos do projeto.

    ​"Já mencionamos que a bola fica no lado da Turquia", disse Medvedev aos jornalistas.

    O gasoduto Corrente Turca, com uma capacidade anual de 63 bilhões de metros cúbicos, foi anunciado em dezembro de 2014. A via de transporte de gás está prevista passar pelo fundo do mar Negro, ligando a Rússia e a Turquia, e continuando a partir de um centro de distribuição na fronteira turco-grega, de onde o combustível poderia ser transferido para o sul da Europa.

    O projeto foi congelado, já que as relações entre Moscou e Ancara estão em crise desde 24 de novembro de 2015, altura em que um avião russo Su-24 foi derrubado por um caça turco em espaço aéreo sírio. A Turquia alegou ter abatido a aeronave russa porque esta teria violado o espaço aéreo turco. Tanto o Estado-Maior russo, quanto o Comando de Defesa Aérea da Síria, confirmaram que o bombardeiro russo nunca entrou no espaço aéreo da Turquia.

    Entretanto, no final de junho se esclareceu que o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, numa mensagem ao seu homólogo russo Vladimir Putin, pediu desculpas pelo abate do avião russo Su-24, expressou condolências pela morte do piloto e também disse que Ancara não queria estragar as relações com Moscou. Mais tarde, Putin e Erdogan realizaram uma conversa telefônica, na sequência da qual o líder russo ordenou ao governo que inicie uma discussão sobre a restauração da cooperação com a Turquia, inclusive na área do comércio.

    No início de julho, o ministro da Economia da Turquia Nihat Zeybekci sublinhou a importância da construção do gasoduto Corrente Turca e de outros projetos energéticos.

    Entretanto, Zeybekci se recusou a deixar algum comentário sobre o dano causado para a economia da Turquia por causa da crise das relações com a Rússia.

    Mais:

    Oficiais da Gazprom discutirão cooperação com Teerã
    Gazprom aumenta em 19,8% sua exportação de gás
    Gazprom: Rússia pode garantir segurança energética da Europa
    Tags:
    construção, negociações, cooperação bilateral, gasoduto, Gazprom, Vladimir Putin, Recep Tayyip Erdogan, Alexander Medvedev, Ancara, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar